Família

Nesta vida não se pode ter tudo… verdade?

Nesta vida não se pode ter tudo… verdade?

1 minuto Quando usamos o argumento-crença de que “nessa vida não se pode ter tudo”, no momento em que ensinamos algo aos nossos filhos (principalmente em situações de consumo), saibamos que para o inconsciente deles o que fica é a mensagem de que “não podemos ter tudo na vida”. Então, no futuro, quando eles chegarem perto de terem tudo o que precisam para serem felizes, começarão a se auto-boicotar, porque é isso que o inconsciente deles lhes diz para fazerem, na melhor das intenções Continue lendo

O que FALTA para AMAmentarmos MAIS

O que FALTA para AMAmentarmos MAIS

menos de 1 minuto #54dias #AMAmentar #leitematernoéomelhoralimento  Desde que tomei ciência de que a média de amamentação exclusiva no Brasil é de apenas 54 dias, sendo que o recomendado pela OMS e pelo Ministério da Saúde é de 6 meses de aleitamento EXCLUSIVO (estendido até dois anos ou mais), resolvi questionar: Por que o Brasil amamenta tão pouco? Tão pouco, digo, com relação ao ideal, não em comparação com o resto do mundo. Bom, eu sei a resposta, todas nós que amamentamos sabemos. Mas Continue lendo

Partida para renascer: meu parto Estelar

Partida para renascer: meu parto Estelar

menos de 1 minuto Toda gravidez muda uma mulher. O primeiro filho nos torna mães, mas todos os seguintes nos tornam mais mães, mais mulheres (seres criadores), mais nós mesmas. Todo puerpério (no meu caso, a gestação também) traz sombras e preciosas revelações sobre o nosso eu interior. Tenho três filhos, e toda a gestação, parto e pós-parto deles me transformaram muito, mas meu último parto, a vinda da Estela, cavocou as fibras mais profundas do meu Ser, tanto pelo Ser dela como pelo Continue lendo

Como eu resolvi viver do que amo sem voltar atrás

Como eu resolvi viver do que amo sem voltar atrás

12 minutos Após eu escrever meu último artigo, em que descrevi um pouco da minha realidade de mãe solo de três, longe da família e feliz, alguns questionamentos surgiram por parte de alguns leitores e resolvi compartilhar um pouco mais do meu atual processo de busca por uma vida que amo, o que inclui, claro, sustentar essa vida que amo, ou seja: trabalhar no que amo.  …5, 4, 3, 2, 1! 2016 chegou, algo mudou? Minha contagem regressiva não é a do ano novo, não Continue lendo

Eu, mãe solo de três, puérpera, longe da família e feliz

Eu, mãe solo de três, puérpera, longe da família e feliz

15 minutos Por conta de tantas indagações e pedidos de conversa é que decidi explanar um pouco mais sobre minha condição e sobre as minhas conclusões e escolhas de mãe solo de três, que vive longe da família de origem. Quase todas às vezes que saio com meus três filhos, ouço frases do tipo: “Os três são seus? Como você consegue?” “Eu não conseguiria, já sofro com um!” “Meus Deus, que escadinha!” “Ah, mas é bom porque cresce tudo junto né?” “Agora parou né? Continue lendo

O que há por trás das birras consumistas

O que há por trás das birras consumistas

9 minutos Da mesma forma que quem não abandona o consumismo não consegue dar uma infância livre aos filhos, quem não se olha, não consegue olhar os filhos. Você já parou pra se perguntar por que as crianças pequenas fazem tanta birra quando ouvem um “não” como resposta, ainda mais quando se trata de consumir algo? Seria só uma expressão de revolta pela frustração? Ou um teste para saber até onde podem ir? Poderia ser outro o motivo das manhas homéricas? Foi refletindo a partir de Continue lendo