Como criar tempo

Tempo de leitura: 6 minutos

“Todos os dias quando acordo
Não tenho mais
O tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo
Todos os dias
Antes de dormir
Lembro e esqueço
Como foi o dia
Sempre em frente
Não temos tempo a perder”

Se você já está cansado(a) de ouvir que falta de tempo não é desculpa para fazer o que é importante pra você mas, mesmo assim, não consegue arranjar tempo para isso, e tem a impressão, ou a certeza já, de que sua vida está passando sem que você a viva de verdade, passo adiante algumas dicas baseadas na minha própria experiência em busca do tal “tempo”.

Mas, antes de partir para as dicas, gostaria de mostrar como o maior problema da falta de tempo está na maneira como o concebemos e nas escolhas que fazemos durante seu “curso”.

Primeiramente, analisemos a própria expressão “falta de tempo”. Tempo não é algo que se possa possuir – a prova disso é que ele não pode ser sentido por nenhum dos nossos 5 sentidos – e, algo que não se pode possuir não pode estar ligado nem à ideia de abundância, nem à de escassez. Sendo assim, ou ninguém “tem tempo” ou todos temos o mesmo tempo e a corrente expressão “falta de tempo” é falaciosa. Ponto. Assim, por mais que se inventem coisas para medir o tempo, a amplitude dele é variável de indivíduo para indivíduo. Basta você se lembrar do quanto o tempo “passa rápido” quando você está fazendo algo que gosta ou está com alguém que ama, e do quanto o tempo “passa devagar” quando você está fazendo algo que não gosta ou está com alguém chato.

Parece complicado? Não é não. Quer ver só?

Pra começar, gostaria de esclarecer que o tempo da maneira como o concebemos é algo totalmente irreal. Algo que a gente finge que existe de forma mensurável e prova através de uma coisa chamada relógio, criada por nós, humanidade.

O que realmente existe e não podemos negar, pois os presenciamos, são ciclos – como o nascer e o pôr-do-sol, as fases da lua, as estações, etc – e transformações – como a lagarta que vira borboleta, as folhas que se tornam secas, a passagem das almas para o além e a tua cara no espelho que tá a cada dia mais velha 😛

Então, não é que “o tempo tá passando”, mas sim os ciclos e as transformações que estão acontecendo.

fases-da-lua-620x206

Antes mesmo de você entender aquele negócio misterioso redondo com pauzinhos que rodavam sem parar que seus pais viviam olhando, o tempo foi sendo entendido por você através das datas que se repetiam, festivas ou não, como o Natal, os aniversários ou a volta às aulas. Ou seja, o tempo era algo cíclico, como na natureza.

Agora esse negócio matemático, de horas, minutos e segundos, foi uma invenção criada apenas no século XIV, quando os relógios de torre foram construídos e espalhados pelo continente europeu, dando espaço a uma forma de tempo padronizado. Antes disso, ninguém era bitolado no tempo linear e, vez ou outra, quando se precisava medir o tempo, utilizava-se instrumentos menos “neuróticos”, como os relógios solares e ampulhetas e não se esquentava o chifre procurando roupa branca pra passar o reveillon, olha só que bom!

Os diversos calendários que surgiram até os dias de hoje, igualmente, são invenções humanas,  apenas sistemas para contagem e agrupamento de dias que visam atender, principalmente, às necessidades civis e religiosas de uma cultura. Nenhum deles conseguiu nem consegue se adaptar perfeitamente aos ciclos da natureza, porque a natureza não se enquadra em nenhuma ciência humana, como a matemática, na realidade, todas as ciências humanas provêm da observação da natureza.

Relógio Astronômico de Praga ( Praha ) Capital da República Tcheca. Construído no ano de 1410.
Relógio Astronômico de Praga ( Praha ) Capital da República Tcheca. Construído no ano de 1410.

Vendo a coisa dessa forma, já aumentam muito as suas possibilidades de fazer o que é importante pra você, já que esse negócio de 24 horas, 365 dias, 60 segundos, na realidade, não existe, é apenas criação humana, o que existe são os movimentos desempenhados por cada ser ou elemento da natureza, que, no caso de nós, humanos, dependem das nossas escolhas. Ou seja: pare de pensar que não tem tempo e just do it! (Se quiser já pode parar de ler por aqui e ir logo fazer o que é bom pra ti.)

Tudo o que eu estou dizendo aqui não é nenhuma novidade, é apenas para aguçar a sua percepção – já que quem está em busca de tempo é porque tem falta de presença: vive no passado ou no futuro, quase nunca no presente, simplesmente, porque perdeu a conexão com a Existência atemporal. Passado não existe, já existiu, futuro não existe, depende do presente, só o agora existe! Então, se você vive onde não existe, você deixa de existir, perde a oportunidade de viver!

Outra coisa: pensar no tempo de forma linear, como você foi educado a pensar, te afasta dos ciclos naturais da vida, contraria a sua natureza, entrava a sua vida, ou seja, é a maior perda de tempo pensar que o tempo tá correndo e que temos que correr mais ainda para não perder a vida. Na verdade, correndo, perdemos a vida, deixamos de fazer o que é importante, pois sempre estamos atarefados demais. Enquanto tudo na natureza simplesmente vive, você apenas sobrevive. 🙁

Partindo do princípio de que o que é natural é real,  linearidade do tempo é pura ilusão. Pode ter certeza, mesmo se você é do tipo “antinatural”, pois está cientificamente comprovado por nada mais, nada menos do que alguém como Albert Einstein, através da velha mas tão pouco assimilada Teoria da Relatividade, que o tempo não é um valor universal mas relativo ao ponto de vista de cada um, pois concluiu que a medida do tempo transcorrido depende do observador realizando a medida. Assim, uma das descobertas que decorrem da teoria é que um evento pode estar no passado para um observador e no futuro para outro, sendo, portanto, tanto o passado quanto o presente e o futuro, concepções estritamente subjetivas.

espaco260413

A verdade é que o tempo padrão, o tempo medido é apenas uma convenção, e, sendo assim, podemos muito bem optar por segui-la ou não.

Está vendo tudo com mais clareza? Está pensando: “e não é que é verdade!”

Pois então, o tempo métrico linear é uma prisão ilusória, da qual você pode descobrir que não está preso de um momento para o outro, e passar a viver de uma maneira muito mais livre, intensa e com possibilidades muito maiores.

Agora sim, clique aqui para as dicas.

_________________________________________________________________
Conheça o treinamento online que vai fazer você tomar conta do seu MUNDO.

Deixe uma resposta